domingo, dezembro 30, 2007

Benazir

A outra largou o marido porque ele não lhe permitiu fazer um jantar de Natal. Pegou as crianças e foi pra casa da mãe. “Não volto mais!”

Disse que ele não lhe deu o dinheiro para as compras de Natal; disse que não trabalha porque tem que cuidar dos dois filhos pequenos e da casa e do marido; disse que não ganha nada por seu trabalho doméstico; disse que não volta mais e pronto.

Não usa véu e mora num país livre, onde mulheres decidem seu destino, ainda que a sociedade machista, a política mercantilista e a corrupção “terceiromundista” lhes tornem árduo o exercício deste direito.

- Mas mulheres também são corruptas, não é privilégio masculino.

Claro! E quem falou o contrário? A própria Benazir Bhutto, líder paquistanesa assassinada esta semana, foi acusada de corrupção, deposta e exilada. No Brasil há outras tantas também acusadas. Mas - “Salve, Salve, Mãe da Pátria” – os mecanismos de deposição são outros, ainda que lentos e ineficientes.

- Lá está você novamente se equivocando. Benazir não foi morta por causa de corrupção, mas por representar os interesses norte-americanos num país islâmico.

Pois erraram de novo. Os EUA erraram ao apoiar Pervez Mussharaf pensando com isso poder conter o extremismo e mais ainda erraram ao acreditar que Bhutto, atirada aos leões paquistaneses, viveria para defender seus interesses.

O resultado é este que está aí: uma mulher corajosa morta, um Paquistão cada vez mais violento, um país cada vez mais extremista e uma bomba atômica nas mãos deles.

Num mundo globalizado como este dos últimos vinte anos, como disse Miriam Leitão (jornalista, O Globo on line, 28/12/2007), nenhum país está longe o suficiente do Paquistão. Talvez por isso, em pleno Natal, a bomba caiu atômica na casa dela quando seu marido chegou e encontrou o bilhetinho: “Não volto mais e pronto!”

Saiu furioso: - Mulher minha não sai assim. Foi embora? Embora nada, não tem dinheiro. Ela está pensando que a mãe vai segurar a barra com dois filhos? Ela volta... Eu não dou nenhum tostão de pensão. Se for isso o que ela quer, pode tirar o cavalinho da chuva. Não dou nada. Se quiser, deixa os meninos comigo. Ela pode ficar lá na mãe dela, não me importo, mas meus filhos ficam aqui comigo e acabou. Não sabe fazer nada direito, nem estudou, vai trabalhar em quê? Aqui tinha tudo: casa, comida, até televisão de vinte e nove polegadas. Quero ver se não volta... Se não voltar vou buscar à força. Montei casa e tudo pra essa mulher e agora ela sai assim? De jeito nenhum. E eu, como é que eu fico?

Quando os fogos de 2008 estourarem em nossos ouvidos, vire o ano de durma com um barulho desses...

Feliz Ano Novo! Vamos tentar novamente.

7 comentários:

RASCUNHOS -Yasmine Lemos disse...

oi Morgana,encontrei seu blog através de um recado no orkut de Pedro neto,meu amigo.Quero te parabenizar pelos textos,maravilhosos.Me emocionei lendo o de Benazir.
beijos e um 2008 maravilhos e com muita paz.
Yasmine

Desenho e Arte disse...

Salve, Morgana!
Humana pessoa...
beijo,
Raul/Luar
PS.: Vai lá no meu...
http://pretoebrancoecolorido.blogspot.com

Anônimo disse...

Haverá uma explicação para este caso? Uma mulher, linda, poderosa e inteligente, admirada por seus ideais e....acabar assassinada?
Pobres de nós, mulheres, enquanto o mundo for dos homens!
Parabéns Morgana, mas acho que nesta virada do ano, ninguém vai conseguir dormir.
Mirse

Anônimo disse...

Um vazio no Paquistão. No meu coração, uma tristeza e uma interrogação: Até quando?
Otimo texto. Um lindo 2008 para vc.
bel

zangela_oliveira disse...

Olá, minha amiga.
Que lindo texto!
Pois é, dificil,deve ter sido dormir com um barulho desse.E.acordar
em 2008, pensando...que será deste mundo..deste planeta..do nosso País..dos outros Países..enquanto houverem homens que pensam que...casa..comida..enchem a barriga de uma mulher..que carrega um filho..ou vários..9 meses no ventre.
Coitados.aí lembrei-me:"Se chamas uma mulher de hipócrita, quem és tu miserável que nasceste dela."
Pois é, minha amiga, Viva Nós..Viva
essa mulher desse texto. Viva as mulheres..que sempre estiveram no Poder..a começar pela organização de um lar..de uma cozinha..da criação de um filho...
Bjão minha amiga, grande escritora e..
Um 2008 repleto de sonhos,realizações e conquistas.aliás sem Véu..até porque nunca precisamos dele..

zangela_oliveira disse...

Rosângela Oliveira disse...
Olá minha amiga,que lindo texto!
Pois é..até quando? Este vazio no Paquistão, no Brasil, nos corações de tantas mulheres..que por escrúpulo..caráter..com ou sem véu..sempre estiveram presentes na história do Brasil e do Mundo...e...assim como eu...como você...como..Maria...Olga...Leila Diniz...Elis Regina... e tantas outras no Brasil.no Paquistão..não importa, mas que foram ou são mulheres, mães, amigas, filhas, esposas, companheiras...amantes...cúmplices.
atrizes...artistas...
Aí, me lembrei de Elis Regina:" "Sabe que o show de todo artista tem que continuar..." e daquele Autor.:"Se chamas uma mulher de hipócrita, quem és tu miserável que nascestes dela"...
Pois é, minha amiga, companheira, mãe, escritora, doméstica...parabéns...
Um 2008 repleto de saúde, paz,conquistas, vitórias e realizações...para vc.
Com ou sem véu...vamos mostrar a nossa cara...vamos a luta sim...
Bjão no seu coração.

ana maria costa disse...

Bom ano para si Morgana novamente, ou no ano passado não lhe desejei o mesmo? bom, desejo este com mais intensidade e que seja diferente e mais ousadio do que anterior.